UFRJ - PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEORIA PSICANALÍTICA

Área Restrita

Esqueci minha senha

Revista Ágora

Normas para Publicação

Normas para publicação

 

I. APRECIAÇÃO PELA COMISSÃO EDITORIAL

 

Os artigos inéditos deverão ser encaminhados ao Editor Responsável e estar de acordo com as “Normas para Publicação” que constam das páginas finais da Revista.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores, não refletindo necessariamente a opinião da Comissão Editorial.

Os originais serão aceitos para avaliação desde que não tenham sido publicados anteriormente, devendo ser acompanhados de carta ao Editor Responsável solicitando publicação. Na carta ao Editor, o(s) autor(es) deve(m) informar eventuais conflitos de interesse – profissionais, financeiros e benefícios diretos ou indiretos – que possam vir a influenciar os resultados da pesquisa. Deve(m), ainda, revelar as fontes de financiamento envolvidas no trabalho, bem como garantir a privacidade e o anonimato das pessoas envolvidas.

 O material deve ser acompanhado também de uma declaração do(s) autore(s) atestando o ineditismo do trabalho, conforme o seguinte modelo: Eu, __________, declaro que o artigo intitulado __________, apresentado para publicação na revista Ágora – Estudos em Teoria Psicanalítica, não foi publicado ou apresentado para avaliação e publicação em nenhuma outra revista ou livro, sendo, portanto, original.

 Inicialmente, o trabalho será apreciado pelo Editor, que enviará ao(s) autor(es) carta ou e-mail comunicando o início do processo editorial, caso o encaminhamento do material esteja de acordo com as normas estabelecidas pela revista. Em seguida, o manuscrito será enviado para avaliação de dois pareceristas anônimos, que poderão rejeitar, recomendar a publicação com reformulações, ou aceitar a publicação sem modificações. Caso haja discordância entre os pareceres quanto à publicação, o trabalho será encaminhado a um terceiro consultor ad hoc. Os pareceres serão enviados ao(s) autor(es) para que se justifique o resultado da avaliação ou para que sejam realizadas modificações no texto, devendo o(s) autor(es), neste caso, devolver o trabalho reformulado no prazo máximo de vinte dias. O trabalho será reenviado aos pareceristas, que deverão se pronunciar com relação à revisão efetuada. Caberá à Comissão Editorial a decisão final quanto à publicação. Pequenas alterações no texto poderão ser feitas pela Comissão Editorial para atender aos critérios e normas operacionais da revista.

 Serão aceitos para publicação na Revista ÁgoraEstudos em teoria psicanalítica somente artigos que tenham como autor pelo menos um mestre ou doutor. Haverá exceção a essa regra no caso de autores que tenham notório saber, sendo a Comissão Editorial responsável por encaminhar os artigos destes autores para avaliação dos pareceristas.

 

II. DIREITOS AUTORAIS

 

A aprovação dos textos implica a cessão imediata e sem ônus dos direitos de publicação nesta revista, a qual terá exclusividade de publicá-los em primeira mão. O autor continua­rá a deter os direitos autorais para publicações posteriores.

 

III. APRESENTAÇÃO DOS ORIGINAIS

 

O autor deverá enviar o trabalho em duas cópias impressas e uma cópia eletrônica (Word for Windows – versão 6.0 ou superior e com extensão .doc), em CD ou via e-mail. O texto deverá ser digitado em fonte Times New Roman, corpo 12, formato letter, espaço 1,5 cm. Os originais enviados não serão devolvidos.

 Folha de rosto – Título em português; nome do autor, seguido de créditos acadêmicos e profissionais (no máximo três titulações); endereço postal e eletrônico do autor; número de telefone/fax.

 Folha de resumo – Resumo em português (máximo de 100 palavras - aproximadamente 580 caracteres com espaço); palavras-chave em português (no mínimo três e no máximo cinco palavras); título em inglês, compatível com o título em português; abstract em inglês, compatível com o texto do resumo; keywords em inglês, compatíveis com as palavras-chave.

 Texto – O corpo do texto (sem contar as folhas de rosto e de resumo) deverá apresentar somente o título do trabalho e conter de 14 a 20 laudas com 2.000 caracteres com espaço cada uma. O texto não deverá conter menos de 28 mil nem mais de 40 mil caracteres com espaço. As resenhas não poderão exceder o total de três laudas.

 Padrão das notas – As notas, utilizadas caso sejam indispensáveis, devem ser indicadas por algarismos arábicos ao longo do texto e digitadas no pé da página que contém a nota, com a utilização da opção automática do Word.

 

IV. REFERÊNCIAS E CITAÇÕES

 

A referência a autores deverá ser feita no corpo do texto, somente mencionando o sobrenome, acrescido do ano da obra.

Ex.: (GREEN, 1982)

 Em caso de autores cujo ano do texto ou da obra é importante, colocar o ano em que foi escrito o texto ou a obra seguido do ano da edição utilizada.

Ex.: (FREUD, 1915/1974)

 Caso haja coincidência de datas de um texto ou obra, distinguir com letra (1915a, 1915b), respeitando a ordem de entrada no artigo.

 Em caso de compilação de textos de um mesmo autor em uma obra, colocar o ano do texto seguido do ano da edição da obra utilizada.

Ex: (LACAN, 1946/1966)

 Caso haja vários autores, todos deverão ser citados, usando-se “e” ou “&”.

Ex: (PRIGOGINE & STENGERS, 1984)

 Em caso de citações textuais, entre aspas, deverá ser indicada a página.

Ex: “É que o saber não é feito para compreender, ele é feito para cortar” (FOUCAULT, 1984, p.28).

 Citações textuais com menos de três linhas, entre aspas, deverão ser mantidas no corpo do texto.

 Citações textuais com mais de três linhas deverão aparecer em destaque, observando um espaço do tabulador à esquerda, espaço simples, e digi­tadas em Times New Roman, corpo 10.

 

VI. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

As referências bibliográficas devem aparecer no final do artigo, em ordem alfabética de sobrenome. A lista se guiará pela ordem cronológica dos textos, ou seja, as obras de um mesmo autor devem ser listadas segundo o ano de publicação das mesmas.

 Devem obedecer à seguinte ordem de itens:

 Livro – sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição – antecedido, se for o caso, pelo ano em que foi escrito – entre parênteses, título em itálico, cidade, editora.

Ex: FOUCAULT, M. (1984) Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal.

LACAN, J. (1959-1960/1988) O Seminário livro 7, A ética da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Citação de Freud – sobrenome em caixa alta, ini­ciais do autor, ano em que foi escrito e ano da edição entre parênteses, título da edição utilizada em itálico, cidade, editora. Em seguida, o título do artigo entre aspas, volume e páginas.

Ex.: FREUD, S. (1975) The standard edition of the complete psychological works. Londres: Hogarth Press.

(1900) “The Interpretation of dreams”, v.IV e V, p.1-734.

(1915) “Repression”, v.XIV, p.141-158.

Artigo de livro – sobrenome em caixa alta, ini­ciais do autor, ano da edição entre parênteses, título do artigo entre aspas, seguido de in (sem itálico) e do nome do coordenador, título do livro em itálico, cidade, editora.

Ex.: ANDRADE, R. (1995) “A teoria das pulsões no romantismo alemão”, in MOURA, A.H. (org.). As pulsões. São Paulo: Escuta.

Capítulo ou parte de livro – sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição entre parênteses, título da parte en­tre aspas, seguido de in e do título do livro em itálico, cidade, editora.

Ex.: LACAN, J. (1946/1966) “Propos sur la causalité psychi­que”, in Écrits. Paris: Seuil.

Artigo de revista – sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição entre parênteses, título do artigo (sem aspas), nome da revista em itálico, volume (v.), número (n.), cidade, editora, páginas (usar p. para o singular e o plural).

Ex.: SAFRA, G. (2000) Uma nova modalidade psicopatológica na pós-modernidade: os espectrais. Psychê, ano IV, n.6. São Paulo: Unimarco, p.45-51.

Dissertações e teses – sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano de defesa, título entre aspas, tipo de trabalho, programa, instituição, cidade.

Ex.: VIDAL, P.E.V. (2005) “Declinando o declínio do pai”. Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica, Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Artigo publicado em revista eletrônica – sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano de publicação entre parênteses, título do artigo, nome da revista em itálico, volume (v.), número (n.), endereço eletrônico e data da consulta.

Ex.: DI MATTEO, V. (2005) Fenomenologia do espírito e psicanálise: aproximações. Revista Eletrônica Estudos Hegelianos, ano II, n.2. Disponível em: http://www.hegelbrasil.org. Acesso em: 10 mar 2006.

I. Apreciação pela Comissão Editorial
Os originais serão aceitos para avaliação desde que não tenham sido publicados anteriormente, devendo ser acompanhados de carta ao Editor Responsável solicitando publicação. Na carta, o(s) autor(es) deve(m) informar eventuais conflitos de interesse – profissionais, financeiros e benefícios diretos ou indiretos – que possam vir a influenciar os resultados da pesquisa. Deve(m), ainda, revelar as fontes de financiamento envolvidas no trabalho, bem como garantir a privacidade e o anonimato das pessoas envolvidas. 

O material deve ser acompanhado também de uma declaração do(s) autore(s) atestando o ineditismo do trabalho, conforme o seguinte modelo: Eu, __________, declaro que o artigo intitulado __________, apresentado para publicação na revista Ágora – Estudos em Teoria Psicanalítica, não foi publicado ou apresentado para avaliação e publicação em nenhuma outra revista ou livro, sendo, portanto, original.

Inicialmente, o trabalho será apreciado pelo Editor, que enviará ao(s) autor(es) carta ou e-mail comunicando o início do processo editorial, caso o encaminhamento do material esteja de acordo com as normas estabelecidas pela revista. Em seguida, o manuscrito será enviado para avaliação de dois pareceristas anônimos, que poderão rejeitar, recomendar a publicação com reformulações, ou aceitar a publicação sem modificações. Caso haja discordância entre os pareceres quanto à publicação, o trabalho será encaminhado a um terceiro consultor ad hoc. Os pareceres serão enviados ao(s) autor(es) para que se justifique o resultado da avaliação ou para que sejam realizadas modificações no texto, devendo o(s) autor(es), neste caso, devolver o trabalho reformulado no prazo máximo de vinte dias. O trabalho será reenviado aos pareceristas, que deverão se pronunciar com relação à revisão efetuada. Caberá à Comissão Editorial a decisão final quanto à publicação. Pequenas alterações no texto poderão ser feitas pela Comissão Editorial para atender aos critérios e normas operacionais da revista.

Serão aceitos para publicação na revista Ágora – Estudos em teoria psicanalítica somente artigos que tenham como autor pelo menos um mestre ou doutor. Haverá exceção a essa regra no caso de autores que tenham notório saber, sendo a Comissão Editorial responsável por encaminhar os artigos destes autores para avaliação dos pareceristas. 

II. Direitos autorais
A aprovação dos textos implica a cessão imediata e sem ônus dos direitos de publicação nesta revista, a qual terá exclusividade de publicá-los em primeira mão. O autor continuará a deter os direitos autorais para publicações posteriores.

III. Apresentação dos originais
O autor deverá enviar o trabalho em duas cópias impressas e uma cópia eletrônica – em disquete (Word for Windows – versão 6.0 ou superior e com extensão .doc) ou via e-mail. O texto deverá ser digitado em fonte Times New Roman, corpo 12, formato letter, espaço 1,5 cm. Os originais enviados não serão devolvidos.

Folha de rosto - Título em português; nome do autor, seguido de créditos acadêmicos e profissionais (em três linhas no máximo); endereço postal e eletrônico do autor; número de telefone/fax.

Folha de resumo - Resumo em português (em torno de 580 caracteres com espaço – aproximadamente cem palavras); palavras-chave em português (no mínimo três e no máximo cinco palavras); título em inglês, compatível com o título em português; abstract em inglês, compatível com o texto do resumo; keywords em inglês, compatíveis com as palavras-chave.

Texto - O corpo do texto (sem contar as folhas de rosto e de resumo) deverá apresentar somente o título do trabalho e conter de 14 a 20 laudas com 2.000 caracteres com espaço cada uma. As resenhas não poderão exceder o total de três laudas.
Os originais enviados não serão devolvidos.

Padrão das notas - As notas, utilizadas caso sejam indispensáveis, devem ser indicadas por algarismos arábicos ao longo do texto e digitadas em página separada, intitulada “Notas”, sem a utilização de programa automático do Word.


IV. Referências e citações

A referência a autores deverá ser feita no corpo do texto, somente mencionando o sobrenome, acrescido do ano da obra.
Ex.: (GREEN, 1982)

Em caso de autores cujo ano do texto ou da obra é importante, colocar o ano em que foi escrito o texto ou a obra seguido do ano da edição utilizada. 
Ex.: (FREUD, 1915/1974)

Caso haja coincidência de datas de um texto ou obra, distinguir com letra (1915a, 1915b), respeitando a ordem de entrada no artigo.

Em caso de compilação de textos de um mesmo autor em uma obra, colocar o ano do texto seguido do ano da edição da obra utilizada. 
Ex: (LACAN, 1946/1966)

Caso haja vários autores, todos deverão ser citados, usando-se “e” ou “&”. 
Ex: (PRIGOGINE & STENGERS, 1984)

Em caso de citações textuais, entre aspas, deverá ser indicada a página.
Ex: Ex: “É que o saber não é feito para compreender, ele é feito para cortar” 
(FOUCAULT, 1984, p.28).

Citações textuais com menos de três linhas, entre aspas, deverão ser mantidas no corpo do texto. 

Citações textuais com mais de três linhas deverão aparecer em destaque, observando um espaço do tabulador, espaço simples, e digitadas em Times New Roman, corpo 10.

V. Referências Bibliográficas 
As referências bibliográficas devem aparecer no final do artigo, em ordem alfabética de sobrenome. A lista se guiará pela ordem cronológica dos textos, ou seja, as obras de um mesmo autor devem ser listadas segundo o ano de publicação das mesmas. 

Devem obedecer à seguinte ordem de itens:
Livro - em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição – antecedido, se for o caso, pelo ano em que foi escrito – entre parênteses, título em itálico, cidade, editora.
Ex: FOUCAULT, M. (1984) Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal.
LACAN, J. (1959-1960/1988) O Seminário livro 7, A ética da psicanálise. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Citação de Freud - sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano em que foi escrito e ano da edição entre parênteses, título da edição utilizada em itálico, cidade, editora. Em seguida, o título do artigo entre aspas, volume epáginas.
Ex.: FREUD, S. (1975) The standard edition of the complete psychological works. Londres: Hogarth Press.
(1900) "The Interpretation of dreams", v. IV e V, p. 1-734.
(1915) "Repression", v. XIV, p. 141-158.

Artigo de livro - sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição entre parênteses, título do artigo entre aspas, seguido de in (sem itálico) e do nome do coordenador, título do livro em itálico, cidade, editora.
Ex.: ANDRADE, R. (1995) “A teoria das pulsões no romantismo alemão”, in MOURA, A.H. (org.). As pulsões. São Paulo: Escuta. 

Capítulo ou parte de livro - sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição entre parênteses, título da parte entre aspas, seguido de in e do título do livro em itálico, cidade, editora.
Ex.: LACAN, J. (1946/1966) “Propos sur la causalité psychique”, in Écrits. Paris: Seuil.

Artigo de revista - sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano da edição entre parênteses, título do artigo (sem aspas), nome da revista em itálico, volume (v.), número (n.), cidade, editora, páginas (usar p. para o singular e o plural).
Ex.:SAFRA, G. (2000) Uma nova modalidade psicopatológica na pós-modernidade: os espectrais. Psychê, ano IV, n.6. São Paulo: Unimarco, p.45-51. 

Dissertações e teses - sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano de defesa, título entre aspas, tipo de trabalho, programa, instituição, cidade.
Ex.: Ex.: VIDAL, P.E.V. (2005) “Declinando o declínio do pai”. Tese de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Teoria Psicanalítica, Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Artigo publicado em revista eletrônica - sobrenome em caixa alta, iniciais do autor, ano de publicação entre parênteses, título do artigo, nome da revista em itálico, volume (v.), número (n.), endereço eletrônico e data da consulta.
Ex.: DI MATTEO, V. (2005) Fenomenologia do espírito e psicanálise: aproximações. Revista Eletrônica Estudos Hegelianos, ano II, n.2. Disponível em: http://www.hegelbrasil.org. Acesso em: 10 mar 2006.

« volta

© 2014 Todos os direitos reservados a UFRJ - Programa de Pós Graduação em Teoria Psicanalítica
Desenvolvido por Plano B